segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Antonini Se Diz Chateado e Critica Discussão Política Sobre Arena

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, na manhã desta segunda-feira, o conselheiro e vice-presidente do Grêmio, Eduardo Antonini comentou a resistência que seu nome tem sofrido por parte dos seis movimentos que apoiaram a eleição do presidente Duda Kroeff, em outubro, o chamado G-6. Alguns conselheiros desses grupos não gostariam que Antonini integrasse a Grêmio Empreendimentos (GE), empresa que vai gerir o processo de construção da Arena gremista.

"Eu tenho pautado minha postura para valorizar o projeto. Não tenho discutido nada do ponto de vista pessoal. Acho que o importante é discutir a questão da Arena e da Grêmio Empreendimentos, que vai cuidar da gestão do contrato. Eu fico muito chateado, na verdade, com essa discussão em relação à minha participação ter esse viés político. Isso eu não admito. Estou há três anos trabalhando praticamente sozinho neste projeto, junto com o presidente Odone. Nós procuramos sempre fazer as melhores decisões para o clube. É ridículo dizer que não vou participar por eu ser chato. É um projeto de R$ 1 bilhão, que muda o futuro do clube. As escolhas tem que ser técnicas e por competência, não por ranço político e vaidades. Estamos numa situação um tanto surrealista. O futuro presidente gostaria de contar comigo, o presidente do Conselho quer a minha presença e as conversas de bastidores vetam meu nome, sem explicar o porquê. Infelizmente, é uma situação surrealista. São questões políticas que estão norteando algumas pessoas", afirmou Antonini.

O vice-presidente destacou ainda a importância da reunião desta terça-feira no Conselho Deliberativo gremista, a qual debaterá a aprovação do Projeto Arena.

"É uma semana importantíssima para o projeto. Depois de quase três anos, o Conselho vai deliberar a respeito da assinatura dos contratos com a OAS, que é a construtura que vai fazer o investimento na Arena. Praticamente todas as comissões foram ouvidas, apresentamos o projeto, tiramos dúvidas, acatamos sugestões. Acredito que o Conselho já está bastante maduro para votar a matéria", destacou.

Fonte: Final Sports

25 comentários:

Borges disse...

Ui, ele ficou magoadinho

Giuliano Vieceli disse...

Borges,

Comentário bem construtivo este teu!!

Eduardo disse...

Quem acha que ao ser aprovada a Arena no Conselho e posteriormente na Câmara de Vereadores, estará tudo resolvido, engana-se profundamente. A tramitação normal de um projeto desta envergadura junto SPM, SMOV, SMAM, DEP, DMAE e CEEE, não leva menos que dois anos e meio. Será necessária muito pressão política junto a Prefeitura para a abreviar este processo para 9 meses. Indiscutivelmente Paulo Odone é a pessoa mais indicada para comandar este processo, pois tem bom trânsito junto ao governo municipal . A presença de Antonini também é essencial devido ao conhecimento adquirido nestes tres últimos anos de desenvolvimento do Projeto. Gostaria que alguém me informasse que nome do Conselho Deliberativo poderia substituir Antonini que possuísse o mesmo conhecimento? Há que se pensar no Grêmio em primeiro lugar, depois em interesses políticos. Caso o Conselho do Grêmio não decida com isenção política, a conta pode vir daqui a dois anos quando haverá novas eleições.

Giuliano Vieceli disse...

Eduardo,

Tenho a mesma opinião que a sua. O afastamento do Antonini não tem nada a ver com o fato dele não ser engenheiro, é apenas uma demonstração de força política daqueles que querem mostrar que ainda mandam no Grêmio e que lá não tem lugar para “noviços”.

Mas isso pode acabar tendo um efeito contrário, extremamente negativo para o G-6. Em pouco tempo teremos outra eleição para renovação do conselho. Queiram ou não, o nome do Antonini já tem grande aceitação entre os torcedores. O que isto significa? O afastamento dele da nominata da GE pode gerar uma insatisfação tão grande entre os torcedores que as chances do MGN elegerem ainda mais conselheiros crescem exponencialmente, pois os movimentos do G-6 acabarão “queimando o filme” com a torcida.

E se isso confirmar, então o MGN e os outros grupos simpatizantes serão maioria no conselho. E o poder mudará de mãos. É só questão de tempo. A renovação, tão temida pelos cardeais, acontecerá, mais cedo ou mais tarde.

Anônimo disse...

Galera, nova clausula do contrato tá no sempreimortal.wordpress.com

Então não vamos ter nem a renda da Arena? Por isso que a OAS não vai deixar os sócios entrarem de graça. E ela vai perder grana? Bem capaz.
E agora? O que a gente faz?

Giuliano Vieceli disse...

Anônimo (ou seria Bola?),

Quem sabe tua fonte passa todas as cláusulas do contrato, ao invés daquelas que apenas geram polêmica quando interpretadas fora do contexto.

Além disso, o que tu entendes por "será direito da OAS Superficiária explorar o potencial comercial da Arena"?

João Henrique disse...

O Antonini é engenheiro. Neste este argumento cola.
Sem dúvida é o cara que mais sabe sobre a Arena. Sem ele na Grêmio Empreendimentos o projeto perderá no mínimo agilidade.

Marcos Almeida disse...

Envie a solicitação de retirada ou rejeição para o e-mail do Conselho Deliberativo (conselho@gremio.net) e procure os Conselheiros do clube para fazer esta mesma solicitação. Estejam certos, estes Srs. votantes, que estaremos atentos a esta deliberação. Daremos ampla publicidade às posições que lá dentro (distante das arquibancadas), forem adotadas.


O GRÊMIO PERTENCE AO SEU TORCEDOR !

Zaratustra disse...

Camarada Viecelli, mas tu é muito fraco de raciocínio. Assim como tu queres o Antonini agora, se ele não for, vai ter vingança é.
Vocês perderam as eleições, vá para casa lamber as feridas e se realmente acharem que podem tomar o poder voltem daqui dois anos e então façam o que sempre quiseram fazer, varrer a história do Grêmio.
Tu é muito ingênuo em pensar que o grupo do qual tu é simpático tivesse ganho as eleições, eles convidariam alguém da oposição.
Tu demonstras o raivoso que são teus companheiros. Tu não podias ter sido mais infeliz com tua declaração.
Ameaças com um ranço que não tem precedentes na história do Grêmio, talvez isso justifique o porque não querem teu camarada no GE.

Giuliano Vieceli disse...

Camarada Zaratrusta,

"Tu é muito ingênuo em pensar que o grupo do qual tu é simpático tivesse ganho as eleições, eles convidariam alguém da oposição."

Corrija-me se eu estiver errado: Krigger não era o diretor de futebol na gestão Odone?

Ele faz parte de que movimento mesmo?

Só mais uma coisa, não fiz ameaça alguma, apenas expressei a minha opinião. Agora, se ela te incomoda, não posso fazer nada, tu só tens que respeitá-la.

Zaratustra disse...

Estou dizendo que tu é ingênuo mesmo.
O teu movimento não queria o Kriger, fez até um manifesto contrário. Quem exigiu e impôs o Kriger foi o Odone o dono do Grêmio, ao qual vocês disseram sempre amém. Agora, ele, não vai lutar pelo teu ídolo não, vai deixar ele na saudades. Espera e verás.
Toma sefragol cara. Cada dia tu piora mais.

Anônimo disse...

Só sei que o Antonini é o cara mais conhece o Projeto Arena pois trabalha com competência nele há 4 anos. Trabalhou na avaliação técnica da área, na captação do investidor, nos trâmites junto aos burocratas da câmara e da assembléia e com o próprio Conselho do Grêmio. Trabalho hérculo!

Se for sacado da Grêmio Empreendimentos só por essas intrigas internas do clube, será lastimável.

Anônimo disse...

O próprio Antonini disse tudo:

"As escolhas tem que ser técnicas e por competência, não por ranço político e vaidades."

Perfeito. Nada a acrescentar.

Giuliano Vieceli disse...

"Espera e verás."

Acho que tu estás encarnando demais o papel de profeta, caro Zaratrusta.

Ídolos eu só tenho dois: meus pais!

Os demais são apenas referências. Para mim, o Antonini é apenas uma referência que eu tenho como dirigente, uma pessoa competente que coloca os interesses do clube acima dos interesses pessoais.

Se o Odone vai defendê-lo eu não sei e tampouco importa. Isto porque, na minha opinião, por todo o trabalho que realizou, o nome do Antonini não deveria sequer ser questionado.

Outro esclarecimento: o MGN não é meu. Sou apenas um simpatizante, não sou dono do movimento.

Espero que um dia tu tenhas coragem de postar com teu verdadeiro nome, daria mais crédito aos teus comentários, ao invés de utilizar um apelido que, pelo visto, é muito maior do que a pessoa que o utiliza.

Anônimo disse...

ZERO HORA 15/12/2008

Arena

O presidente eleito Duda Kroeff defendeu a participação de Eduardo Antonini à frente do projeto Arena. Em reunião, ele questionou as restrições:

– Ele é incompetente?

– Não.

– Ele é ladrão?

– Não.

– Então, qual é o problema?

– Ele é chato. E não é engenheiro.

– Ora, ele não vai construir o estádio. Não precisa ser engenheiro – disse Duda.

Anônimo disse...

Do site Click RBS
http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2333649.htm&subTab=00065&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

“– Quem vai conduzir o projeto dependerá da decisão do Conselho Deliberativo, mas tomara que a decisão não seja política. Não digo que a minha presença seja fundamental, mas espero que escolham pessoas éticas e que tenham condições técnicas de conduzir a obra. Prefiro não polemizar sobre a minha participação e focar na aprovação do projeto – disse Antonini.”

Perfeita declaração. Nada a acrescentar.

Borges disse...

Uma dúvida.
Se o Antonini coloca o Grêmio acima de dscussões, por que ele não pede que o seu nome seja retirado de qualquer discussão sobre a empresa?
Não tá parecendo que isso é o ego dele? Parece birra do cara. Tá na cara que ele tá forçando a presença dele na empresa.

Anônimo disse...

Borges,

quem provoca a presença constante dele na imprensa são justamente os que tem uma inexplicável ferrenha oposição ao nome do Antonini na Empreendimentos e surgem com uma nova "polêmica" (boato!) a todo instante.

Anônimo disse...

Ai tu pegou baixo, dizer que o Antonini é competente hahahahaha, faça-me o favor. Tu nunca conheceu dirigente competente, tu só conheceu o Antonini e estás deslumbrado.

Sai no blog Grêmioacimadetudo disse...

O que o manifesto do MGN não diz é:

Que a FGV, diz que somente em cenário extremamente positivo, isso é, se o Grêmio chegar em todas as competições e sempre a final é que a Arena é viável.
Que o estádio olímpico, mesmo com todas as deficiências, é superavitário.
O que eles não dizem é que a Arena vai pertencer durante 20 anos para a OAS.
O que eles não dizem que há OAS vai descontar do fluxo de receitas, as prestações do financiamento. Inclusive da esmola que eles OAS pretendem dar de 7 milhões por ano.
Que todas as receitas ou seja:
8.6. Enquanto gestora da Arena, será direito da OAS Superficiária explorar o potencial comercial da Arena, incluindo as receitas:
a) de bilheteria de todos os jogos de futebol em que o Grêmio tiver o mando de campo;
b) de bilheteria ou de outra forma gerados por todos os demais jogos de futebol a se realizarem na Arena;
c) de bilheteria, locação ou cessão de uso de espaço atinente a todo e qualquer outro evento e/ou espetáculo que venha a ser realizado na Arena;
d) provenientes da exploração comercial das cadeiras e camarotes;
e) da exploração dos direitos de nome da Arena e dos espaços correlatos a tal direito, incluindo o direito de alienação do nome comercial da Arena, total ou parcialmente, substituindo-o por nomes de empresas e/ou patrocinadores;
f) provenientes da exploração das áreas de alimentação e bebidas;
g) as receitas provenientes da exploração do aluguel e/ou cessão de espaços comerciais da Arena que não tenham sido destinados ao Grêmio, para terceiros;
h) provenientes dos espaços publicitários da ARENA, em seu interior e exterior, excetuados aqueles situados no campo, os inerentes aos direitos de televisão, e demais direitos de nome e imagem que pertencem ao Grêmio e são por ele retidos.

O que eles não dizem é que querem como garantia as cotas de TV.
O que eles não dizem é que não existe nada no contrato que obriga a OAS construir o entorno do estádio.

O que eles não dizem é que a empresa OAS, poderá a qualquer momento vender sua parte na Arena, primeiro oferecerá ao Grêmio, caso não tenha interesse ou dinheiro, esta poderá ser vendida para um terceiro.

Afinal, poderia escrever laudas e laudas de sonegação de informações.

Anônimo disse...

O que o Movimento Grêmio Acima de Tudo não diz:

só uma perguntinha, não preciso de ampla exposição de motivos.

Se a Projeto Arena é tão nocivo, porque o mov. Grêmio Acima de Tudo é o ÚNICO movimento contrário à Arena???

Guillermo disse...

Giu,

A questão aqui não é a competência (ou não) do Antonini. Está claro que é uma briga política entre o G-6 e o Grêmio Novo. Na minha opinião seria um erro não ouvir o Antonini, já que ele conduziu o processo até agora. Se ele deve fazer ou não é outra coisa.

Discordo de você com relação ao apelo com o torcedor (as últimas eleições deixaram isso bem claro), mas acredito que é mais torcida do que convicção sua.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

Anônimo disse...

cadê a resposta que estava aqui. O gato comeu????

Giuliano Vieceli disse...

Anônimo, a que resposta tu te referes?

Procure em outro tópico, talvez tenhas postado errado.

Eu NUNCA apaguei qualquer comentário neste blog, e só eu tenho permissão para fazê-lo.

Portanto, não venha com falsas insinuações.

Anônimo disse...

Deus é senhor da razão. Quem aqui faz, aqui paga. Adeua Antonini, até a próxima geração.....