sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Esclarecimento Sobre a Questão Dos Sócios

Apenas para esclarecer a questão dos sócios, que está sendo amplamente discutida. Ela não tem absolutamente NADA a ver com o contrato de assinatura da arena. Por favor.

É uma decisão que o CLUBE tem que tomar, de manter ou não o direito dos sócios.

Ora, uma boa saída é aumentar a mensalidade. Quem hoje paga quase R$ 70 para sentar no concreto não se importaria em pagar R$ 100 para sentar em uma cadeira confortável, concordam?

Ficam fazendo cálculos mirabolantes para provar que a arena dará prejuízo, assim como é muito fácil fazer cálculos que provariam o contrário. São apenas suposições.

O único FATO é que a arena, assim como o Olímpico, só vai dar lucro se tiver PÚBLICO. E é muito mais fácil tu atrair CLIENTES (sim, torcedores são clientes) quando se oferece SEGURANÇA, CONFORTO, QUALIDADE, etc.

Quantas pessoas deixam de ir ao estádio por causa das confusões, falta de lugar para estacionar, desconforto, banheiros sujos, etc.

Com um novo estádio, um novo nicho de mercado se abre, aqueles que tem uma renda maior mas que procuram qualidade nos serviços que adquirem.

E mudem esta mentalidade que é latente aqui no Rio Grande do Sul, a de que "se ele ganha mais do que eu, então não quero".

É um pensamento retrógrado. Por isso que as coisas não andam. A arena é ótima para a OAS?? Claro que é. Mas também é ótima para o Grêmio.

"Ah, mas não vamos ganhar tanto dinheiro quanto eles!!!". Mas isso é óbvio. Eles vão investir R$ 400 milhões em troca de um terreno de R$ 80 milhões.

E não venham me falar em recalcular o valor da área do Olímpico por causa dos índices construtivos que foram definidos para a região. Se o contrato for anulado, estão anulados também os índices construtivos naquela área, pois não tem como definir índices onde existe um estádio construído. É uma situação especial.

Os índices só serão confirmados quando o Olímpico vier ABAIXO. Simples assim.

Portanto, PENSEM e não se deixem ludibriar por hipóteses ridículas (como a de que a arena pode ser vermelha e branca) e boatos infundados.

7 comentários:

San Tell d'Euskadi disse...

Não nos esquecendo do risco do negócio. A Azenha não é área tão nobre assim, e continuará não sendo após a saída do Grêmio.

luis disse...

MUDAR A MENTALIDADE , E ISSO MESMO QUE ALGUNS TEM QUE FAZER OK . TEMOS QUE TER UM ESTADIO MELHOR . ( ELE JAAA COMPRIU A SUA PARTE , JA COMPRIU A SUA OBRIGACAO e SUA COTA DE ALEGRIAS , TITULOS ETC ...... TEMOS QUE VENSAR NO FUTURO OK , PROS PROXIMOS 100 ANOS OKKKKKKK . ( SAIMOS DA BAIXADA PRA AZENHA OKKK . E ganhamos TUDO . e AGORA COM A ARENA GANHAREMOS O DOBRO com CERTEZA ) . MODERNIDADE e R$$$$$$$$$$$$ PRO TIME OKKK .

Leonardo Osmarin Vieira disse...

Fala Gio!!
Cara... continuando o aumento de 10% por ano nas mensalidades dos sócios, temos uma previsão de aproximadamente R$ 100,00 para a modalidade Sócio Dependente, o do Concreto. Este aumento ocorrerá independente de Arena ou não (estou do lado que a Arena é item BASICO para o Grêmio do futuro), portanto pode o Grêmio decidir essa questão do pagamento pelos sócios se valer apenas da mensalidade como é hoje, simples assim.

Bruno disse...

Comentário simplesmente perfeito. Felizmente há, também, gremistas que pensam, pois ultimamente só escuto comentários do tipo como o Giuliano postou, onde só analisam as vantagens da OAS, tapando os olhos para as inúmeras vantagens que o Grêmio terá. Uma que o Giuliano esqueceu é que teremos R$ 14 milhões anuais repassados pela OAS valor infinitamente maior que aquele gerado (receita, e não resultado) pelo Olímpico em anos bons (ex: 2008).

Leonardo Osmarin Vieira disse...

Analisando a longo prazo os dois (Grêmio e OAS) vão sair ganhando MUITO! A OAS com a valorização toda da área, e o Grêmio com o estádio principalmente e a renda gerada por ele, que com certeza vai aumentar usando um fator muito maior do que o aumento de renda que o Grêmio tem atualmente. Não poderia ser diferente, para um negócio desses ser fechado e realizado, até parece que alguma empresa iria dar uma Arena de primeiro mundo e não recuperar todo o investimento realizado. Para que essa parceria seja possível, os dois precisam sair ganhando, ou não sai nada. E pra mim está BEM CLARO que a OAS ganha sim, muito e o Grêmio ganha sim MUITO, ainda mais comparado com a situação atual do clube, onde estamos, como estamos, etc...

Grêmio disse...

Ainda me preocupo muito com a questão dos SÓCIOS... Os 14 milhões pelo que entendi, seria referente a renda dos jogos do Grêmio no Olimpico. Para manter os sócios, o Grêmio teria que utilizar esse dinheiro, e aí pelo que entendi complicaria. Acho o projeto muito importante e fundamental para o futuro do Grêmio, mas tem que ser lembrado e levado em consideração sempre a questão dos Sócios, pois sem eles, de nada vai adiantar. Uma grande arena sem publico, não gera renda!!! Espero que a direção se pronuncie a respeito dos sócios, pois pelo que vejo, é a única questão que ainda amedronta muitos torcedores, Gremistas e sócios, que nos momentos mais difíceis, estavam lá, com a mensalidade em dia, sabendo a responsabilidade que temos e a importância da renda do quadro social!

Bruno disse...

Grêmio, vc está enganado. Os R$ 14 milhões serão repassados pelo OAS ao Grêmio a partir do oitavo ano do contrato, além de 65% da renda dos jogos. Isso está mais que claro. Vc já devia estar ciente disso.

Nos primeiros 7 anos teremos R$ 7 milhões vindo da OAS + 100% das bilheterias.

Hj se eu pudesse optar entre ter ou não ter a OAS como parceira do Grêmio eu não exitaria em reponder que é mais negócio ter ela ao nosso lado. Sem ela nçao teremos essa "teta" dos R$ 14 milhões anuais.

A questão dos sócios eu não entendo de onde se assustam tanto. Onde está dito que os sócios patrimoniais terão que pagar ingresso? Outra. Faça uma planilha no excel (eu já fiz) e veja que não é necessário cobrar nada a mais dos sócios além da mensalidade. Se por um acaso for cobrado qualquer coisa, simples: deixe de ser sócio e compre ingresso para ir a campo como muita gente aqui fez por anos.